Federação Paulista de Tiro Prático

CARABINA

I – INTRODUÇÃO

A Federação Paulista de Tiro Prático – FPTP passa a divulgar as normas e procedimentos a serem adotados nas provas da modalidade Carabina.

II – ARMA

Carabinas com característica esporte serão permitidas desde que contenham as seguintes especificações:

a) Miras abertas, sem nenhum tipo de aparelho óptico;

b) Qualquer comprimento de cano;

c) Fica proibido o uso de armas olímpicas, mesmo que tenham sido adaptadas com mira aberta;

d) Sem acessórios de armas olímpicas ou qualquer modificação que altere suas características (compensadores, freio de boca, contra-pesos de cano, apoio do rosto);

e) É permitida a utilização de armas semi automáticas;

f) É vedada a utilização de fuzil.

III – EQUIPAMENTOS

a) Não será permitido o uso de casaco de tiro, luvas ou qualquer outro tipo de vestimenta que possam facilitar o tiro;

b) É permitido o uso de luneta para observação dos impactos no alvo, desde que não acoplada à arma;

c) Não é permitido o uso de bandoleira, “champignon”;

d) A utilização de lentes corretivas (óculos e/ou lentes de contato), botas, chapéu de tiro, tapa-olho, e cronômetros são aceitos (abafador de ruídos e óculos como proteção são obrigatórios).

IV – ALVO

Será adotado o alvo duplo, homologado pela Federação Paulista de Tiro Prático, para agilizar a apuração dos pontos.

Deverão ser utilizados dois alvos por atirador, impressos na mesma folha, sendo o alvo da esquerda para a primeira série e o da direita para a segunda série; a duas séries são iguais e consistem em efetuar 10 disparos em 120 (cento e vinte) segundos(dois minutos).

A distância dos alvos é de 25 (vinte e cinco) metros.

V – POSIÇÃO

O atirador deverá ficar na posição em pé, sem nenhum tipo de apoio ou suporte. A sustentação da arma se dará com ambas as mãos e o ombro. Um dos braços e cotovelos poderão ser apoiados no tórax.

A arma, na posição de partida, deverá estar a 45o (quarenta e cinco graus) em relação ao solo ou sobre a bancada.

VI – COMPETIÇÃO

A prova consistirá de vinte disparos, sem ensaio, sendo os dez primeiros no alvo da esquerda e os dez últimos no alvo da direita, da seguinte forma:

a) 2 (duas) séries iguais, sendo a primeira série de 10 (dez) disparos em 120 (cento e vinte) segundos e a segunda série, 10 (dez) disparos em 120 (cento e vinte) segundos;

b) Para cada série, ao comando do juiz da prova, os atiradores deverão carregar a arma, da forma que melhor lhe convier (exemplo: um a um ou 10 cartuchos);

c) A prova terá início com o comando “Atiradores Prontos?”;

d) Caso o competidor diga: “Não Pronto.”, serão dados 20 (vinte) segundos, findos os quais o Juiz da Prova perguntará novamente: “Atiradores Prontos?” e então após um sinal sonoro serão efetuados 10 (dez) disparos em 120 (cento e vinte) segundos; encerrada a primeira série, será dada ordem para recarregar e, posteriormente, serão efetuados 10 (dez) disparos em 120 (cento e vinte) segundos (2a série);

e) Em uma mesma série não será aceita mais de uma contestação: “Não Prontos.” pelo mesmo competidor;

f) Penalidades “Overtime” – será descontado o melhor tiro da série, por cada disparo efetuado após o sinal de parada.

g) Falhas de munição ou mecânica da arma, após o início da prova deverão ser resolvidas pelo competidor, dentro do tempo da série; caso o falha ocorra antes do competidor efetuar o primeiro disparo da primeira série (nenhum disparo efetuado), o competidor poderá iniciá-la posteriormente, quando julgar conveniente.

VII – EMPATES

Em caso de empate será considerado vencedor o competidor que obtiver o maior número de “X”, “10”, “9” e assim sucessivamente, caso ainda persista, o atirador com maior número de pontos na segunda série; persistindo, proceder-se-á o desempate direto, constituindo-se o mesmo de uma série de 10 (dez) disparos em 120 (cento e vinte) segundos, até que se obtenha o desempate.

VIII – Categorias

– Carabina fogo central (exceto fuzil)

– Carabina fogo circular

IX – PREMIAÇÃO

A premiação se dará individualmente e por equipe, nas categorias anteriormente descritas, do 1o ao 3o colocado.

Classes a serem consideradas:

a) Categoria carabina fogo central

b) Categoria carabina fogo circular

c) Categoria carabina iniciantes (fogo central ou circular)

NOTA: Serão oferecidas medalhas a todas as categorias do primeiro ao terceiro lugar.

X – INSCRIÇÃO

a) somente poderão participar do Campeonato Paulista os atiradores filiados à Federação;

b) A taxa de inscrição da Prova será paga no ato e o atirador poderá repetir a prova três vezes, se desejar, pagando novamente a taxa a cada inscrição.

XI – DISCIPLINA

Normas que o atirador deverá observar na competição:

a) É proibído fumar enquanto estiver na linha de tiro;

b) Toda vez que um atirador necessitar dirigir-se ao diretor de prova, deverá fazê-lo de maneira a não atrapalhar os demais atiradores;

c) Não atentar contra as normas de segurança:  Ex: manuseio de armas e/ou carregamento no posto de tiro sem autorização.

d) Não é permitido nenhum tipo de auxílio ao atirador quando no box. Caso necessite assistência, deverá solicitar ao Diretor da Prova;

e) Em caso de pane ou quebra da arma antes do início da Prova, após confirmação da falha, pelo Diretor da Prova, o atirador terá autorização para substituí-la;

f) Para cada impacto dado a mais será desconsiderado o melhor impacto;

g) Caso ocorram disparos em alvo alheio, o competidor autor, receberá somente os pontos de seu alvo, sendo penalizado com os impactos faltantes; para o alvo do competidor passivo, o diretor da prova verificará a possibilidade de identificação dos impactos; na impossibilidade de identificação o competidor prejudicado deverá repetir a série ou a prova.

No caso de infração ao presente regulamento ou não acatamento das decisões do júri ou do diretor da prova, serão aplicadas as seguintes penalidades disciplinares, dependendo da gravidade da ocorrência:

a) Advertência Verbal;

b) Penalização de dois pontos no resultado final;

c) Desclassificação;

XII – DISPOSIÇÕES GERAIS

a) Serão proibidos todos os expedientes e/ou equipamentos que possam vir a facilitar o tiro, e que não foram aqui mencionados, ou, ainda, contrariem o espírito destas regras.

b) o júri terá o direito de examinar o equipamento do atirador e impugnar os resultados, caso julgue em desacordo com as normas estabelecidas;

c) Somente aos chefes de equipes é dado o direito de se dirigir ao júri para apresentar dúvidas quanto às penalidades impostas aos atiradores de sua equipe;

d) Os recursos quanto à apuração serão aceitos até um prazo máximo de 10 (dez) minutos após a divulgação dos resultados;

e) Será cobrada uma taxa, a ser definida, a todo e qualquer tipo de recurso. Esta taxa será devolvida, caso o recurso seja deferido.

f) Em caso de outras dúvidas, utilizar-se-á as normas vigentes da IPSC.

XIII – DISPOSIÇÕES FINAIS

a) Casos omissos ou não previstos neste regulamento serão resolvidos pelo júri da prova;

b) Todo competidor e chefe de equipe deverá ter conhecimento das regras e cuidar para que elas sejam cumpridas;

São Paulo, 13 de fevereiro de 2004